Cupira vai sediar no próximo sábado movimento que une a direita pernambucana.




    O município de Cupira, no agreste de Pernambuco, vai sediar o “Movimento União por Pernambuco”, com o objetivo de fortalecer a imagem do Presidente Jair Messias Bolsonaro – PL em todo território do estado, principalmente nas regiões interioranas. O encontro também visa unir toda direita e apresentar as conquistas e os novos projetos do Chefe do Executivo Nacional.

    O movimento já reúne quase 150 grupos da direita Pernambucana e de simpatizantes, objetivando alcançar todos os municípios de Pernambuco. A reunião em Cupira também pautará os rumos da política estadual para as próximas eleições que ocorrerão em 02 de outubro de 2022.

    Em Cupira, o movimento que está unindo a direita de Pernambuco, será realizado no próximo sábado, 02 de março de 2022. Pela manhã, às 10h, adesivaço na Praça das Crianças / Ana Letícia de Andrade, e às 16h, encontro com lideranças do movimento, no Club Espaço VIP, na estrada da cidade.

    Para o Prefeito de Cupira, José Maria Leite de Macedo – União Brasil, o principal defensor da direita no agreste de Pernambuco e um dos principais aliados do Presidente Bolsonaro, no estado, esse encontro do movimento será de extrema importância para fortalecer e discutir a direita brasileira e difundir o movimento em todo território cupirense e nas demais cidades pernambucanas.

Desistência de Dória e candidatura de Eduardo Leite para presidente (PSDB), será ideal para Raquel Lyra fortalecer ainda mais sua candidatura ao governo.

 



    Com a candidatura do jovem governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para presidente da república pelo PSDB, Raquel Lyra ganha um grande aliado em busca do governo do estado de Pernambuco, pois o nome de Eduardo Leite, como o de Raquel Lyra em Pernambuco, é bem avaliado em vários estados e tem votos tanto da direita quanto da esquerda por suas pautas defendidas.

    Eduardo Leite (PSDB) em sua última visita ao estado trazido por Raquel Lyra, deixou uma excelente impressão, demonstrando que pode romper a barreira da distância geográfica com estudo e preparo. Em entrevista, sabia exatamente com quem e sobre o que estava falando. No Passando a Limpo, da Rádio Jornal, foi perguntado sobre a economia do Rio Grande do Sul, deu uma explicação sobre como as coisas funcionam por lá, mas emendou falando sobre Transnordestina, Porto de Suape e até sobre o Arco Metropolitano.

    É surpreendente sua desenvoltura e preparo, isso é importante, pois coloca mais um nome para a escolha dos eleitores do país.

Plenário é 'ambiente inviolável', diz vice-presidente da Câmara ao comentar caso Daniel Silveira.

 


    Marcelo Ramos diz que Polícia Federal não será autorizada a entrar no plenário para colocar tornozeleira em Silveira, que se recusa a cumprir ordem definida por Moraes.

    A Constituição Federal de 1988, em seu art. 2º, trata da separação de poderes, dispondo que "são poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário." Para o Excelentíssimo Dr. ministro do STF, Alexandre de Moraes, o que vale é o poder da sua caneta, a constituição fica em segundo plano.

    "A posição da Mesa da Câmara é a posição emitida pelo presidente Arthur Lira e ela parte de duas premissas: a primeira premissa é que o plenário da Câmara dos Deputados é o ambiente inviolável do sistema democrático e portanto nenhuma decisão judicial será cumprida dentro do espaço do plenário da Câmara dos Deputados", afirmou Ramos.

    A quem cabe moderar os conflitos entre os poderes?

Rachadinha no congresso: Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, empregou 7 parentes de assessor acusado de "rachadinhas".




    O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), empregou ao longo de seus três mandatos na Casa, de 2011 a 2021, sete parentes de seu assessor parlamentar e amigo Djair Marcelino da Silva, conforme levantamento da Agência Pública. Djair é apontado como operador de um esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa de Alagoas, que teria sido liderado por Lira quando ele ainda era deputado estadual (2001-2007), de acordo com denúncia do Ministério Público Federal (MPF) de 2018, decorrente da Operação Taturana, deflagrada em 2007 pela Polícia Federal (PF). Além de Djair, atualmente apenas seu sobrinho, Luciano José Lessa de Oliveira, está lotado no gabinete do líder do Centrão como secretário parlamentar, mas a reportagem da Pública revela indícios de que ele dá expediente em outro local.

    Filho da cunhada de Djair, Lessa é dono de uma gráfica em Maceió (AL), a Sete Comunicação Visual. A reportagem o flagrou cinco vezes no local em horário comercial. No primeiro contato, uma quarta-feira, 16 de fevereiro, às 10h50, o encontramos em sua gráfica pintando uma faixa e atendendo a um cliente. Voltamos no dia 22 de março, terça-feira, às 14 horas. Dessa vez, sem saber que éramos jornalistas, ele fez um orçamento de banner para festa infantil.

    Ainda passamos em frente à sua loja nos três dias seguintes, quarta-feira às 15 horas, quinta-feira às 12 horas, sexta-feira às 13 horas, e a gráfica estava aberta ao público. Nos dias de funcionamento, Lessa coloca na calçada uma placa com seus contatos e a divulgação do seu trabalho: “banners, adesivos, placas e faixas”. O horário de atendimento divulgado nas redes sociais da Sete Comunicação é das 9 horas às 22h30.

    “Eu passo o dia todo fora, de vez em quando eu venho aqui na bodega [na gráfica] porque eu tenho três gatos, aí eu passo para colocar a comida dos gatos, boto a máquina para dar uma esquentada para não perder ela, porque eu não estou utilizando ela”, justificou Lessa, ao ser procurado pela Pública. Segundo vizinhos ouvidos pela reportagem, no entanto, “ele costuma passar o dia na gráfica”.

    As regras da Câmara dos Deputados permitem o trabalho do assessor no estado de origem do deputado, mas sua atividade deve ser inerente ao exercício do mandato. De acordo com a Câmara, o secretário parlamentar está sujeito a uma jornada semanal de 40 horas e poderá ser autorizado a realizar atividade privada, desde que fora do período de trabalho — o que não se enquadraria no caso de Luciano Lessa.
Lessa: “Quase não frequento o escritório”

    Arthur Lira possui um escritório em Maceió, mas Lessa afirmou que quase não o frequenta. De acordo com ele, sua responsabilidade no gabinete do deputado é “cuidar da comunicação visual”. “Desde a campanha de 2010 que eu fiquei encarregado de ficar fazendo as partes de comunicação visual dele, que é camisa, placa, faixa”, contou o servidor. Ele alega que seu trabalho é fazer a cotação de preço nas gráficas para a impressão do material produzido por agências de publicidade.

“A minha função é fazer a ponte entre o que a agência de publicidade manda de layout e as gráficas, fazer cotação de preço, ficar brigando por desconto, e depois passo para o financeiro”, explicou. Por conta disso, justifica, ele passa mais tempo na rua e tem horário de trabalho flexível. “Meu horário é: ‘a hora que precisam de mim, eu tô. Todo dia eu vejo o que é pra ser feito, executo minha parte e fico livre o dia todo”, disse, acrescentando: “Não tem a necessidade de eu estar lá [no escritório] primeiro, porque lá eu fico ocioso, meu negócio é ficar correndo atrás de gráfica. Como eu não gosto de ficar resolvendo esses negócios via telefone, eu gosto de ir direto nos locais”. Lessa reforçou ainda, durante a conversa, que não executa nenhuma função para as redes sociais: “Meu negócio é papel, adesivo, tecido”.

    Com base em seu relato, a reportagem checou a prestação de contas do gabinete de Arthur Lira dos últimos quatro anos, e não foram localizados registros de gastos com material impresso nem com gráficas. O gasto dos deputados federais com “divulgação de atividade parlamentar” está previsto na “Cota para o exercício da Atividade Parlamentar”, que é um valor mensal que eles recebem para manutenção do mandato. Fizemos um levantamento dos gastos de Lira com essa rubrica no portal da transparência da Câmara, de janeiro de 2019 a fevereiro de 2022. Nesse período, o presidente da Casa investiu apenas em propaganda nas redes sociais, blogs e sites de Alagoas.

    Luciano Lessa está lotado no gabinete de Arthur Lira desde o início do primeiro mandato do político na Câmara dos Deputados, em 7 de fevereiro de 2011. Nessa época, ele já tocava a Sete Comunicação havia um ano, conforme registro na Receita Federal. Atualmente, o servidor ganha um salário bruto de R$ 5.726,13 mais auxílio de R$ 982,29. Ele contou que trabalhou na campanha de Lira nas eleições de 2010, a convite do tio Djair, e que, posteriormente, foi convidado a integrar o quadro de funcionários do gabinete. Luciano disse, no entanto, que não vai a Brasília. “Eu lido aqui direto, com o pessoal daqui de Maceió”, afirmou.

    O caso lembra o da ex-funcionária de Jair Bolsonaro, Walderice Santos da Conceição, que ficou conhecida como Wal do Açaí. Lotada no gabinete de Bolsonaro quando ele era deputado federal, a servidora tinha uma loja de açaí em Angra dos Reis, conforme revelou a Folha de S.Paulo. O MPF denunciou o presidente por improbidade administrativa na semana passada por tê-la mantido como funcionária fantasma por 15 anos na Câmara (2003 a 2018). A investigação revelou que ela nunca esteve em Brasília, não exerceu nenhuma função relacionada ao cargo e ainda prestava serviços particulares para Bolsonaro.
Djair, o Queiroz de Arthur Lira?

    Arthur Lira e Djair Silva se conheceram em 1989, quando o político promovia vaquejadas no parque Arthur Filho, no município de Pilar (AL) e Djair trabalhava na TV Gazeta de Alagoas. O empresário contratou Djair para cuidar dos eventos no parque e, ao longo do tempo, ele foi se transformando em um “faz-tudo” do político. “O Djair toma conta do escritório de Arthur Lira em Maceió. Pensão alimentícia de Arthur Lira, quem paga é Djair, ele pagava o colégio do filho do Arthur Lira quando o menino vivia em Maceió; cartão de saúde, quem renovava era ele, tudo! Até quando o pai tinha que comparecer no colégio, quem ia era o Djair”, revelou uma pessoa próxima a eles que prefere não se identificar.

    Em 11 de maio de 2020, Djair Silva foi nomeado secretário parlamentar no gabinete de Lira no Legislativo Federal, com salário de R$ 7.509,50 e auxílios no valor de R$ 982,29 e é “encarregado pela parte financeira”, segundo Luciano Lessa.

    “Eu fui chefe de gabinete do Arthur na Assembleia e hoje eu sou chefe de gabinete dele em Maceió. É uma questão de confiança”, afirmou Djair. A reportagem o encontrou numa manhã de sexta-feira, 25 de março, sozinho no escritório do deputado localizado na orla da capital alagoana.

    Ele foi chefe de gabinete de Arthur Lira de 2001 a 2010, quando o parlamentar ainda era deputado estadual, e teria sido peça-chave no esquema de rachadinhas na Assembleia Legislativa de Alagoas, de acordo com denúncia do MPF. Detalhes da investigação que indica o líder do Centrão como chefe do esquema foram revelados pelo jornal O Estado de S. Paulo e confirmados pela Pública.

    O processo, que corre em segredo de Justiça, tem um capítulo dedicado ao político. “Arthur Lira é ex-primeiro secretário da Mesa Diretora da ALE/AL e foi beneficiado com os esquemas de manipulação da folha de pagamento e descontos indevidos de cheques da ALE/AL, bem como na obtenção fraudulenta de empréstimos consignados”, diz um trecho da acusação, descrito no livro Os bens que os políticos fazem — histórias de quem enriqueceu durante o exercício dos mandatos, do jornalista Chico de Gois.

    A média de recursos desviados da rachadinha — quando funcionários são coagidos a devolver parte de seus salários — era de R$285 mil por mês (nos valores da época), de acordo com manuscritos encontrados na investigação.

    Fatos descobertos na operação renderam a Lira duas condenações na esfera cível por improbidade administrativa — em primeira instância, em 2012; em segunda instância, em 2016. O deputado recorreu, mas ainda aguarda as decisões. Na esfera criminal, ele foi absolvido depois que a investigação foi anulada em juízo sob a justificativa de que deveria ter sido realizada pela Justiça Estadual, e não pela Federal. O Ministério Público de Alagoas tenta reverter a sentença.

    A ação, que começou com o MPF, foi parar nas mãos dos promotores do estado em 2018, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que limitou o foro privilegiado a crimes durante e em função do cargo.

    Num paralelo entre o caso envolvendo a família Bolsonaro e o do deputado Arthur Lira, a atuação de Djair Marcelino da Silva guardaria semelhança com a de Fabrício Queiroz. Isso porque os investigadores identificaram que parte dos recursos que teriam sido desviados de 2001 a 2007 saía do salário de funcionários fantasmas e seria Djair, então chefe de gabinete de Lira, supostamente o responsável por retirar o dinheiro na boca do caixa. Ele teria descontado “aproximadamente dez cheques nominais” de servidores comissionados contratados pelo deputado, conforme depoimento de um gerente do Banco Bradesco em 2007, que consta na ação.

    Ao ser questionado sobre as acusações, Djair afirmou: “Já é matéria vencida”. “Eu fui envolvido nessa questão lá atrás, mas não ficou nada comprovado. Se tivesse, eu teria dito”, acrescentou.

    A PF identificou que parte dos recursos desviados foi depositada na sua conta e da então esposa de Lira, Jullyene Lins. Ela confessou no processo ter sido funcionária fantasma do ex-marido e de ser proprietária da conta que recebia o dinheiro ilícito. Na terça-feira passada (22/3), Jullyene postou um vídeo nas redes sociais com a promessa de revelar informações sobre o ex-marido. “São várias coisas que a partir de hoje, eu vou começar a abrir para vocês, para vocês terem noção, porque eu cansei de ficar calada”, diz ela em um trecho da gravação.

    Entre os servidores que trabalhavam para Arthur Lira na Assembleia de Alagoas, também estão os filhos de Djair, Djair Afonso Lessa Marcelino, que chegou a ser investigado pelo MPF, e Davi Afonso Lessa Marcelino, e o sobrinho, Anderson José Silva do Nascimento — os dois últimos posteriormente contratados por Lira na Câmara dos Deputados.

    Procurado, Djair Afonso afirmou que trabalhava na parte de marketing do mandato de Lira na Assembleia. Ele disse desconhecer qualquer esquema de “rachadinhas” envolvendo seu pai e o político e garantiu que recebia o salário integral. A reportagem tentou contato com Davi e Anderson por meio de e-mail e das redes sociais, mas não obteve retorno.

       Ao todo, entre 2011 e 2021, passaram pelo gabinete de Arthur Lira na Câmara sete parentes do amigo Djair Silva: dois filhos, três sobrinhos, a ex-mulher e uma prima.

    “Todo político tem que ter as pessoas que ele possa confiar”, justificou Djair. Ele afirmou que cada um dos seus parentes “acompanhava determinada comunidade, ou determinado município”. “Que a gente possa ter gente de confiança, que a gente possa mandar para determinadas bases e saber que vai ser cumprida a tarefa, a necessidade daquela comunidade, daquele município”, defendeu.

    Ao ser questionado se existe a prática da “rachadinha” no gabinete do presidente da Câmara, ele respondeu: “Pelo que eu conheço do Arthur, há muito tempo, ele não permitiria esse tipo de coisa, tá certo? Nem eu permitiria, quanto a minha condição de católico, religioso, que é uma coisa tão espúria”.

    Quatro anos depois de deflagrada a Operação Taturana, Arthur Lira assumiu seu primeiro mandato como deputado federal e, no mês seguinte ao da posse, nomeou para seu gabinete como secretário parlamentar dois filhos de Djair. Davi Marcelino ocupou a vaga de 9 de fevereiro de 2011 a abril de 2012. À época, ele já era sócio do irmão Djair Afonso na agência de publicidade Affesta, registrada na Receita Federal em 2009.

    Ainda calouro na Casa, Lira contratou outro filho do amigo, André Marcelino Loureiro Viana Silva. Ele é fruto do relacionamento de Djair com Rose Marie Loureiro Viana, que também trabalhou como secretária parlamentar do deputado no Legislativo Federal, de 12 de maio de 2011 a 6 de maio de 2020.

    André ficou na vaga por pouco mais de dois anos — de 2 de fevereiro de 2011 a 3 de setembro de 2013. Em março de 2016, ele assumiu um cargo comissionado na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), onde permanece até hoje. A empresa pública é vinculada ao Ministério de Desenvolvimento Regional e teria influência política de Arthur Lira.

    Além do filho de seu assessor, estão na estatal Carlos Jorge Ferreira Cavalcante e Gláucia Cavalcante, irmão e esposa do braço-direito e chefe de gabinete de Lira em Brasília, Luciano Cavalcante. Gláucia também foi servidora de Lira na Câmara.

    Estivemos no dia 16 de fevereiro no apartamento onde André mora com a mãe, em Maceió. Ele estava em casa, mas não quis responder aos questionamentos da Pública e disse que sua mãe também não falaria com a reportagem.

    O deputado Arthur Lira empregou também em seu gabinete o filho da irmã de Djair, Anderson José Silva do Nascimento. Ele ficou de junho de 2011 a fevereiro de 2013. Um mês depois, ele “foi substituído por seu irmão”, conforme admitiu Djair. Djacy Afonso da Silva Neto assumiu a vaga no dia primeiro de março de 2013, na qual permaneceu até 27 de maio de 2020. Ele trabalhou com sua prima Patrícia Marcelino da Silva, que entrou em abril de 2014 no gabinete de Lira. Ela, no entanto, saiu antes, em 2017.

    Entramos em contato com Djacy por telefone e pelas redes sociais, mas não obtivemos resposta. Também tentamos contato com Patrícia, sem retorno.

    A reportagem identificou ainda no gabinete de Arthur Lira outras quatro pessoas com laços familiares entre si. Maria Cicera da Costa Albuquerque, lotada na Câmara dos Deputados de fevereiro de 2011 a abril de 2012, é mãe de Mirela da Costa Albuquerque, que foi secretária parlamentar do deputado de fevereiro de 2011 a julho de 2012. Elas são de Quipapá, Pernambuco, onde o pai do político possui uma fazenda, mas Mirela informa nas suas redes sociais que mora em Maceió.

    Ela afirmou à reportagem que sua função no gabinete era a de atender as pessoas que chegavam do interior. “E passava para o seu Djair as solicitações das pessoas”, contou. Mirela disse ainda que recebia o salário integral. Procuramos sua mãe, Maria Cicera, na segunda-feira (28/03), mas ela desligou o telefone ao ser informada que se tratava de uma reportagem e não retornou às mensagens de whatsapp.

    Outro caso parecido é o de Itamar Benedito Missano Tavares e Igor Barros de Souza Missano, que são pai e filho, respectivamente. Itamar entrou no gabinete de Arthur Lira em 16 de maio de 2014, onde permanece até hoje. Já Igor ficou apenas no primeiro mandato do deputado, de fevereiro de 2011 a maio de 2014. Tentamos contato com os dois por telefone e e-mail, mas não obtivemos resposta.

    Outro lado

    Arthur Lira informou por meio de nota que Djair trabalha no gabinete local do deputado em Maceió prestando funções relacionadas ao cargo que ocupa. Já o servidor Luciano Lessa, exerce o trabalho de base junto à comunidade, com acompanhamento e monitoramento da mídia local e possui uma empresa, sem qualquer vínculo com sua atividade no gabinete. Em relação aos outros parentes de Djair, o deputado afirmou que “alguns foram servidores, em cargo de confiança, em épocas distintas e já totalmente desligados”. “Os processos referentes à operação Taturana foram analisados pela Justiça de Alagoas. O deputado foi absolvido”, acrescentou.

Fonte: últimosegundo.ig

INGRESSOS DE SPORT X FORTALEZA: Torcida do Sport Recife esgota em tempo recorde ingressos para a final da Copa do Nordeste.

 



      Se depender da empolgação da torcida, o Sport fará um grande espetáculo no jogo contra o Fortaleza, pela final da Copa do Nordeste, na próxima quinta-feira (31), a partir das 21h35, na Arena de Pernambuco.

     Em poucas horas, a torcida rubro-negra esgotou os ingressos. A venda de ingressos começou às 9h desta terça-feira (29). Por volta das 13h já não havia mais bilhetes.

       Esse será o primeiro jogo em Pernambuco em que a capacidade máxima do estádio está liberada desde o início da pandemia da covid-19. Nessa segunda-feira (28), o Governo de Pernambuco liberou 100% das torcidas nos estádios e sem a obrigatoriedade da máscara.

Ex-treinador da seleção brasileira, Wanderlei Luxemburgo, se filia ao PSB e deve tentar o Senado por Tocantins.



    O ex-treinador, Wanderlei Luxemburgo, pode concorrer ao Senado ou à Câmara para representar o estado de Tocantins - pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Wanderlei Luxemburgo se filiou ao PSB em Tocantis em uma cerimônia, em Brasília. Ao lado de Luxemburgo estava Carlos Amastha, presidente do PSB de Tocantins.

    De acordo com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), Luxemburgo deve concorrer por Tocantins, mas ainda não existem definições sobre qual cargo ele concorrerá.

    ''O político é também um gestor. Tem que saber gerir o que ele está ali governando. Algo que aprendi no futebol e na política não vai ser diferente. O ‘eu’ é egoísta'', disse Luxemburgo.

    ''Quando você fala ‘eu quero isso, eu quero aquilo’, está sendo egoísta. O ‘eu’ é pra você. Quando você trabalha em um grupo, o ‘nós’ é fundamental. Então, eu estou sendo convocado para um projeto que eu tenho certeza que vai dar certo'', completou.

EXCLUSIVO!!! Reviravolta em Pernambuco, Marília para o governo, Miguel na vice e Raquel para o senado.




    Acaba de chegar na redação do Blog do Mário Filho, a informação de uma possível composição entre Marília, Miguel e Raquel. Um cacique do União Brasil e ex-senador de Pernambuco, vem tentando essa composição, e se ocorrer, Marília Arraes (Solidariedade) vem para o governo, Miguel Coelho (União Brasil) na vice e Raquel Lyra (PSDB) para o Senado.

    Até a convenção, teremos muita especulação e nada certo. Por enquanto é aguardar!!!


SPORT X FORTALEZA: saiba o que novo decreto obriga para ver a final da Copa do Nordeste 2022 na Arena de Pernambuco.




    Após o Governo de Pernambuco liberar 100% da torcida nos estádios, o Sport colocou carga máxima para a partida de ida da final da Copa do Nordeste 2022 contra o Fortaleza.

    No entanto, ainda existem protocolos de saúdes para serem seguidos pelos torcedores no duelo entre Sport x Fortaleza. Confira abaixo o que é necessário para entrar na Arena de Pernambuco:

- Portar ingresso (carteirinha de sócio e/ou e-ticket), comprovante de vacinação (SEGUNDA DOSE para pessoas maiores de 12 e menores de 18 anos; e

- Dose de reforço: para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, se decorrido quatro meses da segunda dose) e documento oficial com foto.

- É obrigatória a apresentação da carteirinha de estudante mediante compra de ingressos para meia-entrada.

    Novo decreto contra a Covid-19

    De acordo com o Governo de Pernambuco, está liberada a realização de eventos com 100% do público, incluindo estádios de futebol. Portanto, a final da Copa do Nordeste 2022 pode ter capacidade máxima. Não será mais obrigatório a utilização de máscaras em ambientes abertos permanece obrigatória a comprovação da dose de reforço para ter acesso aos estádios.

Marília Arraes não descarta ser a senadora na chapa com Raquel Lyra ao governo de PE.

 



    A deputada Marília Arraes (Solidariedade) não descartou a possibilidade de compor chapa com Raquel Lyra (PSDB) nas eleições de Pernambuco, durante evento de filiação ao Solidariedade na última sexta-feira (25), no Recife. Diálogo e decisão sobre a parceria com a tucana, segundo a deputada, vai ocorrer. "Esse diálogo vamos fazer...", afirmou Marília.

    A amizade de Marília Arraes com Raquel Lyra não é de hoje, Marília já concedeu a Medalha Mérito Legislativo para Fernando Lyra, tio de Raquel! Quem recebeu foi sua esposa, Márcia Lyra! Com a presença do ex-governador de Pernambuco, João Lyra, e a pré-candidata ao governo de pernambuco, Raquel Lyra!




Domingo e Dia do Senhor! Já se perguntou por que o católico guarda o domingo? Saiba hoje.

 


    Hoje, Domingo, dia do Senhor, participe da Santa Missa. Algumas pessoas têm o firme desejo de voltar a participar da vida da Igreja, participar da Santa Missa. Mas vivem um doce ilusão, porque vivem de bons propósitos: semana que vem vou à Missa; amanhã vou começar a participar e a rezar; hoje não tenho tempo. Santo Expedito foi um grande santo e mártir da Igreja que não deixou-se levar por esta doce ilusão, esta armadilha de satanás. Quando ele decidiu participar da vida da Igreja, satanás, na imagem do corvo, sugeriu a ele de deixar para começar ‘amanhã’, mas ele iluminado interiormente pelo Espírito Santo disse: Hodie, hoje. E Começou naquele dia. Tornou-se um Santo, um grande Santo da Igreja Católica Apostólica Romana. Não deixe para amanhã, hoje é teu “dia”, o “dia” que o Senhor te preparou.


Por que o católico guarda o domingo???


É bastante frequente esta dúvida entre os católicos, principalmente quando se deparam com irmãos de outras denominações religiosas, como os Adventistas do Sétimo Dia, que guardam o sábado com fidelidade, surgindo a pergunta “Por que eles observam o sábado e nós, católicos, o domingo?”

O sábado é uma data muito significativa para o povo hebreu, sendo mencionado em várias partes do Antigo Testamento e também rigidamente observado na época de Jesus. A palavra sábado deriva do hebraico Shabbath que significa repousar, parar, descansar. Conforme vemos no livro do Êxodo 20, 8-11, o sábado deveria ser sempre um dia santificado para o povo hebreu, pois marcaria recordação da obra da criação. Neste dia, ninguém deveria fazer trabalho algum, pois Deus, em seis dias, tudo criou e, no sétimo, descansou de toda sua obra criadora (Gn 2, 1-4).

Além de fazer memória da obra da Criação, o sábado também recorda a Festa dos Ázimos ou Páscoa. A Páscoa é a festa em que os hebreus comemoravam a libertação do povo da escravidão do Egito.

Por essas razões, o sábado é um dia de descanso e um dia em louvor a Deus, preceito este seguido rigidamente durante todo o Antigo Testamento e também na época de Jesus.

Mas por que nós, católicos, consagramos o domingo como um dia de louvor a Deus e de descanso e não o sábado?

A palavra domingo deriva do latim Dies Dominica que significa Dia do Senhor. Para os cristãos, essa data ganha um significado todo especial, pois foi, no domingo, que Jesus Cristo, nosso Redentor, ressuscitou. Todos os evangelistas são unânimes em dizer que a ressurreição ocorreu depois do sábado, no primeiro dia da semana (Mt 28, 1; Mc 16, 2; Lc 24, 1; Jo 20, 1).

Com a ressurreição de Jesus, nós temos uma nova criação, em que Cristo glorificado é o precursor. Ademais, esse acontecimento tão importante representa para todos nós, cristãos, a nova Páscoa, pois, com a morte e ressurreição de Jesus, passamos da escravidão do pecado para uma vida nova. Dessa forma, podemos dizer que o domingo representa a “plenitude do sábado”, assim como a Nova Aliança significa a realização plena das promessas da Antiga Aliança, pois assim disse Jesus que não viria para abolir a lei, mas para levá-la à perfeição (Mt 5, 17).

Excelente nome do PSDB, Eduardo Leite, renunciará ao governo e prepara ‘Dia do Fico’ no PSDB, de olho no Planalto.

 



    O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), vai deixar o cargo na próxima segunda-feira, 28, mas deve permanecer nas fileiras tucanas. Leite prepara o ‘Dia do Fico’ no PSDB em uma estratégia que prevê a possibilidade de um acordo com o MDB e o União Brasil para o lançamento de uma candidatura única à Presidência da República.

    O impasse para o acerto político ainda é o governador de São Paulo, João Doria, que teve o nome aprovado em prévias do PSDB, em novembro, como candidato do partido à sucessão do presidente Jair Bolsonaro. Aliados de Leite, no entanto, avaliam que, como Doria não cresceu nas pesquisas de intenção de voto até agora, pode sair do páreo para dar lugar a Leite se houver um apelo desses partidos em nome de uma aliança que demonstre unidade.

    A ideia do grupo é que Leite seja o candidato ao Palácio do Planalto e a senadora Simone Tebet (MDB-MS), vice na chapa. Embora Simone e Leite também tenham baixíssimos índices nas pesquisas, apoiadores do gaúcho observam o alto patamar de rejeição de de Doria. Dizem, ainda, que pesquisas mostram potencial de crescimento para o Leite.

Até a semana passada, o governador do Rio Grande do Sul estava inclinado a aceitar o convite do PSD do ex-ministro Gilberto Kassab para concorrer à Presidência e vinha dando todos os sinais nesse sentido. O temor de isolamento no partido de Kassab no entanto, o fez repensar a troca de legenda, segundo interlocutores.

    “Acredito que o governador do Rio Grande do Sul tende a ficar e trabalhar para ser o candidato da unidade da terceira via, filiado ao PSDB”, disse o deputado Aécio Neves (PSDB-MG).

    Ex-presidente do PSDB, o senador Tasso Jereissati (CE) foi na mesma linha. “Eu diria que há 90% de probabilidade de Eduardo Leite ficar no PSDB”, afirmou Tasso em entrevista à CNN. “Não o vejo candidato por outro partido. Dentro do PSDB, ele deve ser uma eventual alternativa.”

    Presidente do Cidadania, partido que vai formar uma federação com o PSDB, Roberto Freire pediu a Leite que fique no ninho tucano. “Ele é uma grande liderança, jovem. É importante ele ficar junto conosco. Tudo indica que ele vai ficar”, afirmou. Para Freire, as conversas com o MDB e o União Brasil para lançar uma candidatura única ao Planalto estão “muito positivas”.

Seguindo passos de Magrão no Sport Recife, Mailson revela apoio do ídolo.

 


    O nome de Alessandro Beti Rosa está eternizado na história do Sport. Não somente como Magrão, 'o pegador de pênaltis' do Leão, mas como o multicampeão que foi, vestindo a camisa rubro-negra. Hoje o caminho trilhado por Magrão abre espaço para um novo atleta que vai se desenhando como ídolo para o clube.

    Ainda que com bem menos títulos que o ídolo pessoal, sendo dois Campeonatos Pernambucanos (2017 e 2019),o jovem goleiro Mailson deu mais um grande passo nesta semana para marcar seu nome no clube, ao defender três pênaltis na disputa contra o CSA pela Copa do Nordeste.

    "O sentimento é de dever cumprido. Trabalhamos para isso, para não tomar gols nos jogos, em disputa de pênalti, pegar os pênaltis. Eu acredito que o trabalho está sendo bem feito, junto com a preparação de todos os atletas, que foi um empenho grande, mas graças a Deus eu consegui ajudar a equipe", declarou Mailson.

    A última vez em que um goleiro do Sport havia defendido três penalidades em uma disputa, havia ocorrido em 2013, quando o Leão eliminou o rival Náutico da Copa Sul-Americana. Na ocasião, Magrão era o goleiro. Hoje aposentado, o ídolo de Mailson tem dado conselhos ao pupilo, ainda que à distância. Retribuição, uma vez que Mailson se tornou titular em 2019 quando Magrão se machucou e o Leão seguiu até o título do Estadual.

    "Eu tenho uma certa intimidade com seu Magrão, porque joguei com ele, treinava com ele e eu sempre falei que era fã. Ele sabe disso. Eu não chamo ele de pai, a torcida que batizou (como filho de Magrão), mas é um cara que eu admiro muito e eu fico feliz por ter ajudado ele a ter ganho o 10º título pelo Sport, se tornando o maior ídolo do clube. Ele é um cara que eu sempre vou guardar como referência", revelou Mailson.

    Agora, contra o CRB no próximo domingo, Mailson pode novamente desequilibrar a favor do Sport. Possivelmente, defendendo pênaltis novamente. Fundamento que o goleiro revela a técnica necessária para se sair bem. "Eu procuro sempre estar calmo para não sair antes da batida, sempre esperar a definição do batedor. É claro que você tem que estar focado nos estudos, junto com os analistas de desempenho, mas isso é para os dois times. Como eu estudo os batedores e eles também me estudam, é questão de quem estiver mais frio", destacou.

Depois de Humberto Costa (PT), Danilo Cabral (PSB) também acusa Marília Arraes 'de estar aí em nome de um projeto pessoal'.

 


    Menos de 48 horas de Marília Arraes anunciar que planeja sair candidata ao governo do Estado, sem citar o nome da deputada federal, o candidato do PSB Danilo Cabral deu uma estocada na adversária, em visita a Garanhuns, repetindo argumento já usado pelo senador Humberto Costa, do PT, adversário da ex-petista e agora filiada ao Solidariedade.

    “Eduardo sempre dizia ‘fazer é difícil, desfazer é muito mais rápido’. Nós não podemos entregar Pernambuco a gente que, exclusivamente, está aí em nome de um projeto pessoal. De gente que não faz política pensando no povo, de gente que faz política só pensando em ser as coisas, mas não diz - como falava Arraes - o porquê de querer ser as coisas. Eu quero ser governador de Pernambuco para avançar o legado da Frente Popular. Para dar continuidade a história de Arraes, de Eduardo, de Paulo. É esse o compromisso que eu tenho. Vocês conhecem minha história”, disse Danilo Cabral.

    “Aqui em Pernambuco, Lula é Danilo”, disse o pré-candidato.

Búfalo na Seleção? Ídolo do Chile pede atacante do Sport: “Está fazendo gols no Brasil”.

 


    Sport de olho!!! A seleção chilena após goleada sofrida contra o Brasil, precisa vencer o Uruguai e torcer por tropeços de Peru e Colômbia na última rodada das eliminatórias.

    Com isso, o treinador Chileno anunciou a convocação de mais um jogador em busca da classificação para a Copa do Catar. Trata-se de Iván Morales, atacante do Cruz Azul do México. No entanto, o chamado não repercutiu bem no país. O ex-atacante Juan Carlos Letelier, um dos maiores artilheiros da Seleção que disputou a Copa do Mundo de 1982, discordou veemente da convocação de Morales.

    Ele sugeriu como opção Javier Parraguez, El Bufalo, do Sport Recife, durante o programa RedGol en La Clave. Na atual temporada, o Bufalo tem cinco gols em 11 partidas com a camisa do Leão. Iván Morales, recém chegou ao Cruz Azul do México, e ainda não balançou as redes nos mesmos 11 jogos disputados.

    “Esta é uma convocação para completar, não usar. É para ter os jogadores que ele precisa para qualquer problema que possa acontecer entre agora e o jogo com o Brasil, mas não é merecido. Talvez, neste momento, Parraguez fosse mais viável do que Morales, já que ele está marcando gols no Brasil”, disse o ídolo chileno.

Quando o candidato é ruim, não tem Lula que dê jeito! Candidato do PSB não passa de quarto lugar em nova pesquisa.

 



    Levantamento do Paraná Pesquisas para o governo de Pernambuco, divulgado nesta sexta-feira (25), mostrou que a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), vem crescendo cada vez mais, agora com 25,8% das intenções de voto. Em segundo lugar estava Miguel Coelho (União Brasil), com 15,6%, seguido por Anderson Ferreira (PL), pré-candidato do presidente Jair Bolsonaro, com 13,6%; Danilo Cabral (PSB), mesmo com o total apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o candidato do PSB não sai de quarto lugar.
    
    Os palacianos estão preocupados, pois se o cenário já está ruim, imaginem com Marília Arraes compondo chapa com Raquel Lyra e Miguel? Isso demonstra que na terra de Lula, que obtém mais 62% das intenções de voto em Pernambuco, quando o candidato é ruim, nem Lula dá jeito.

Chapa praticamente imbatível se desenha em Pernambuco, com Raquel Lyra, Marília Arraes e Miguel Coelho.

 

   
     Em conversas entre os três nas últimas semanas, vem se desenhando uma possível chapa, com a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), para o governo do estado, Marília Arraes, como candidata a senadora e Miguel Coelho seria o vice. Se a vaidade não atrapalhar essa composição, poderá ser uma chapa praticamente imbatível. Os palacianos quando souberam dessas conversas e essa possível composição, trataram de correr e colocar um nome forte para o senado, convidando André de Paula para o senado, pois André de Paula é um homem leal, transparente, para tentar minimizar esse impacto. Com essa possível composição, a frente popular não tem a menor chance, não chegaria nem no 2 turno, se houver.

Clarissa e Júnior Tércio se filiam no PP de Eduardo da Fonte.

 



    Alegando negativa e falta de esforços do PL para ter os Tércios na legenda, a deputada Clarissa Tércio e o seu esposo, o vereador do Recife, Pastor Júnior Tércio desembarcam no PP, pelas mãos do Ministro da Casa Civil do Governo Bolsonaro, Ciro Nogueira. Ele estava no Podemos e ela estava no PSC, de André Ferreira, mas aproveitaram a janela partidária para não ter que estar no mesmo palanque do prefeito Anderson Ferreira, adversário na política local de Jaboatão.

    Eles se filiaram ao PP, que está na base do Governo Bolsonaro e em Pernambuco é presidido pelo deputado federal Eduardo da Fonte, aliado da Frente Popular.

    "Analisamos muito, antes de tomarmos qualquer decisão. Acreditamos que esse foi o melhor caminho a ser seguido. No PP, continuaremos defendendo nossas pautas conservadoras, totalmente alinhadas com o Governo Federal, assim como estaremos livres para mostrar todo nosso apoio e compromisso com o presidente Bolsonaro", disse Clarissa Tércio.

    O Pastor Júnior Tércio, que disputará uma vaga de deputado federal pela legenda, fez questão de enfatizar que continuarão trabalhando da mesma forma, defendendo a família e seus valores, assim como o interesse público e unindo forças para fortalecer o presidente Bolsonaro.

Evandro Alencar (PL) recebe nesta quarta-feita (23), o presidente Bolsonaro em Pernambuco.



    Após se filiar ao PL 22, o engenheiro e pré-candidato a deputado federal, Evandro Alencar, receberá nesta quinta-feira (23), junto com o pré-candidato a governador, Anderson Ferreira e o pré-candidato ao Senado, Gilson Machado, o presidente da república, Jair Bolsonaro que também é do PL 22, para participar do lançamento da pedra fundamental da Escola de Sargento do Exército, em Aldeia, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife.

    “Vamos recebê-los no aeroporto”, adiantou Anderson Ferreira, que foi lançado pré-candidato ao Governo de Pernambuco pelo presidente, na semana passada, com a benção de Bolsonaro.

    O ex-presidente do CREA-PE e engenheiro, Evandro Alencar, se filiou ao PL 22 e será o responsável por levar o presidente Bolsonaro e o governador Anderson Ferreira para o sertão, ele que é coordenador do sertão do Movimento de Direita em Pernambuco, denominado: "União Por Pernambuco.

    "Pernambuco vai viver, em 2023, com Anderson Ferreira à frente do Governo do Estado, a mudança pela qual o Brasil está passando com a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL). O governo do PSB está no poder há mais de uma década e, só agora, em ano eleitoral, vem falar em um plano de retomada. Vou seguir com Deus, Anderson e Bolsonaro, pela Pátria, pela família e pela liberdade”, disse Evandro Alencar.






Vereador de Gravatá, Gil Dantas, usa tribuna e cobra que seus pedidos sejam atendidos pela gestão do ex-padre Joselito.

 



    O vereador Gil Dantas (PSDB), usou a tribuna da Câmara de Vereadores de Gravatá, durante uma sessão ordinária, para cobrar do prefeito de Gravatá, ex-padre Joselito, atendimento a suas demandas.

    Gil Dantas cobra o que já foi solicitado em ofício encaminhados ao prefeito.

    “E vou começar falando sobre Uruçu-Mirim, muita gente, muitos vereadores falam sobre o prefeito, do ótimo trabalho em Gravatá, parabéns que continue assim, que continue a melhorar. Mais a realidade de Uruçu-Mirim, de Mandacaru e de São Severino não é a realidade do que eles falam não viu! não é a realidade”. Falou o vereador.

    Continuou:

    "Eu vou colocar somente alguns pontos aqui. Em Uruçu-Mirim estamos com 4 alunos especiais e 2 até agora não foi pra escola porque não tem um monitor. Já se passaram alguns meses e nada foi resolvido, esses alunos estão em casa, as mães implorando para que o aluno possa estudar, como é que vai mandar os alunos para vim estudar, sem uma pessoa preparada, no caso um monitor para está no transporte para levar essas crianças?"

    O vereador continuou indagando a área da educação e citou que alunos continuam sem transporte escolar.

    “Nós estamos com 5 alunos que tá andando a pé ou pegando carona, 4 quilômetros e 100 metros, eu fui lá, fiz questão de ir e estava até com pessoas que são da saúde, não vou falar o nome aqui pra não… Entendeu?!”.

    “Não tem transporte do estado, esses alunos vem de carona, vem a pé, eu já fiz a cobrança com o ofício para os responsáveis e nada é resolvido. Nós temos alunos também em Uruçu-Mirim que estão chegando em casa 20h da noite porque os ônibus estão fazendo outra rota”

    “Tem muito ônibus, é preciso que esses alunos cheguem cedo em casa. As mães, os pais dos alunos estão me reclamando, passando por beira de açude, muito perigoso durante esse horário da noite”.

    Gil Dantas finalizou dizendo que deu um tempo nas cobranças, e esperou a gestão trabalhar, fazer algo pelos distritos. Ele também solicitou ajuda ao Vereador Neném de Uruçu, que é líder do governo, para que o mesmo também cobre em pró do povo.

    “Eu dei um tempo e todo mundo dizia que um ano era pouco, 6 meses é pouco e já estamos em 1 ano e 3 meses. No inverno você sabe muito bem que não faz nada em Uruçu-Mirim”.

    Gil Dantas que vem sendo elogiado como um dos vereadores mais atuantes de Gravatá, reforçou que agora vai cobrar constantemente, até que a gestão atenda seus pedidos, que consequentemente, são dos moradores.

Dona Graça (PSDB), fiel escudeira de Raquel Lyra na região da mata sul.

 


    Grande entusiasta da candidatura ao governo de Raquel Lyra (PSDB), a prefeita de Catende, Dona Graça (PSDB), se destaca por sua forte influência na região e comemora o crescimento do nome de Raquel para o governo.

    Dona Graça diz que não vê surpresa no crescimento a cada dia do nome de Raquel, pois Raquel se preparou para essa missão, e está pronta para governar Pernambuco. "Toda a região da mata sul está esquecida a vários anos, tenho a certeza que junto com Raquel e nosso time de pessoas leais, transparentes e que respeitam as pessoas, vamos mudar a história de Pernambuco junto com Raquel, como fiz em Catende, recebemos a cidade sucateada, com bloqueios nas contas, com atraso de pagamentos com fornecedores, e junto com minha equipe, conseguimos colocar Catende onde ela merece.

    Vale ressaltar que a Prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), vem mostrando a frente da prefeitura de Caruaru seu potencial, e tem se apresentado como a candidatura que mais tem crescido, pois a população pernambucana está depositando em Raquel, toda sua esperança de mudança.

PSB pega fogo com desfiliação de Marília Arraes do PT em Pernambuco.

 


    Desde que comunicou à cúpula do PT em Pernambuco, sua saída do partido, a deputada federal pernambucana, Marília Arraes, fez pegar fogo além do PT, o PSB, que desde essa notícia, sua cúpula se encontra em polvorosa com a possível ida de Marília Arraes para compor a chapa de Raquel Lyra. Já se fala como certa a ida de Marília Arraes para o Senado, com Raquel Lyra para o governo e Priscila Krause na vice. Com isso, O PT e o PSB sabem que haverá um racha entre os eleitores, dividindo assim o palanque socialista, e favorecendo diretamente a chapa de Raquel Lyra, podendo acontecer do candidato do PSB / PT, nem ir para o segundo turno, que será um desastre para o palanque da frente popular.

Presidente Bolsonaro volta a Pernambuco este mês, após queda na avaliação negativa.

 


    O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), desembarca em Pernambuco na próxima semana para o lançamento da Pedra Fundamental da Escola de Sargentos. O ministro do Turismo Gilson Machado, anunciou a visita que será realizada no dia 23 de março, em suas redes sociais.

    "Todos os sargentos no futuro do Exército, serão formados ali em Pernambuco. Uma decisão técnica do alto comando do Exército, estudado há anos, mas que logicamente demos o aval no final", declarou Bolsonaro.

    "O Nordeste ganha com isso e ganha o Brasil. Afinal de contas, o Brasil cada vez mais se integrando, de modo que todas as regiões são importantes para nós. Depois da água, obviamente a Escola de Sargentos faz uma grande diferença para o nosso Nordeste e o nosso Pernambuco", comentou o presidente.

    O projeto da nova escola deve abranger, além do município Abreu e Lima, outras cidades pernambucanas, como Paudalho, Tracunhaém, Araçoiaba, Camaragibe, São Lourenço e Igarassu. Das 13 cidades concorrentes ao projeto no país, apenas Abreu e Lima (PE), Santa Maria (RS) e Ponta Grossa (PR) foram cogitadas pelo Exército para sede da escola. O anúncio da escolha por Pernambuco foi feito no mês de outubro do ano passado.

Após Marília Arraes trocar PT pelo Solidariedade, Raquel Lyra receberá aliada de braços abertos e caminha em passos largos rumo ao governo do estado.

 


    Raquel Lyra (PSDB) vai receber a deputada federal Marília Arraes de braços abertos, assim que a petista oficializar a sua saída do PT, para ingressar no Solidariedade. As duas são amigas e vinham negociando nos bastidores uma eventual parceria. Consta que Marília Arraes chegou a sugerir a tucana que não aceitasse o palanque de Bolsonaro, de modo que elas pudessem estar juntas contra o PSB, no Estado.

    "É claro que Raquel a receberá de braços abertos. Ela ajuda a oposição. Com Marília Arraes para o Senado e Raquel Lyra para o governo, Raquel caminha em passos largos para ser a governadora de Pernambuco.", afirmou uma fonte ligada ao PSDB nacional.

    De acordo com os aliados da tucana, também já estaria precificado a aposta de Marília Arraes em Lula, mesmo no palanque da tucana, que tem como presidenciável João Dória. Isto porque o Solidariedade Nacional já deu apoio a Lula e ela mesma precisa manter-se na trilha da esquerda.

Coordenador da direita no sertão pernambucano, o bolsonarista Evandro Alencar, ex-presidente do Crea-PE, será candidato a deputado federal pelo PL 22.

 


    Engenheiro civil e reconhecido como uma forte liderança política no Sertão, em especial, do sertão do Araripe, Evandro Alencar entra no PL 22 em busca de uma vaga na Câmara dos Deputados. “Pernambuco vai viver, em 2023, com Bolsonaro, Anderson Ferreira e Gilson Machado Neto, a verdadeira mudança pela qual o Brasil está passando com a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL). O governo do PSB está no poder há mais de uma década e, só agora, em ano eleitoral, vem falar em um plano de retomada. Vou seguir com Deus, Bolsonaro, Anderson Ferreira e Gilson Machado Neto, pela pátria, pela família e pela liberdade“, disse o araripinense raiz, Evandro Alencar.

    “O PL tem buscado nomes importantes em todas as regiões do estado, e enxergo em Evandro Alencar um quadro que conhece de perto os problemas enfrentados pela população do Sertão do Araripe, que tantos problemas enfrenta devido à falta de infraestrutura e por ter que conviver com estradas em péssimas condições, fruto de uma gestão incompetente do PSB, o Sertão terá um representante que terá todo meu apoio, e o apoio do presidente Bolsonaro.“, pontuou Anderson Ferreira.



Miguel Coelho defende valorização das forças de segurança.



    O prefeito de Petrolina e pré-candidato ao Governo de Pernambuco, Miguel Coelho, afirmou, que o estado investe pouco em segurança pública e defendeu a integração das guardas municipais com as polícias Civil e Militar nas ações de prevenção. Miguel Coelho lembrou que o déficit da PM em Pernambuco é de 9 mil homens, o mesmo número de guardas municipais que poderiam auxiliar na prevenção da segurança.

    Miguel questionou a política salarial para policiais militares, civis e bombeiros. Para o pré-candidato a primeira ação para melhorar a segurança é dar condições de trabalho a quem põe a vida em risco. “Como garantir a segurança desvalorizando e não reconhecendo o papel da PM, da Polícia Civil, além das outras forças de segurança? A polícia está cansada, desmotivada. Pernambuco é um dos estados que menos investe em segurança pública. O resultado disso é que infelizmente, no ano passado, Pernambuco se tornou o estado mais violento do Brasil. A gente precisa virar essa chave”.

    Miguel defendeu também investimentos em modernização e capacitação das forças policiais, além da equiparação salarial. Por fim, o pré-candidato disse ser fundamental promover ações preventivas, sociais e outras medidas paralelas para permitir territórios seguros. “Segurança é sensação, é percepção da população de que tem a força do estado ao seu lado”, finalizou o pré-candidato do União Brasil.

Presidente nacional do Cidadania reafirma apoio a Raquel.




    A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), recebeu, nesta terça-feira, 15, mais um expressivo apoio a sua pré-candidatura ao Governo do Estado. Chegou a vez do presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, reafirmar a liderança da tucana, que também é presidente estadual do PSDB, como pré-candidata ao governo do estado.

    “Raquel Lyra é um reencontro de Pernambuco com a boa política. Jovem, mulher, prefeita competente, contemporânea do futuro e com capacidade para fazer as transformações que o estado precisa”, afirmou Freire.

    O ex-ministro ainda destacou que a pré-candidatura da tucana se consolida com a fusão entre o PSDB e o Cidadania e que o nome de Raquel está sendo defendido por ele desde o ano passado porque tem as credenciais para administrar Pernambuco. “Não tenho dúvidas que Raquel cumprirá um grande papel como a primeira governadora eleita no estado.”, completou.

    Em Pernambuco, ainda no ano passado, o deputado federal Daniel Coelho já havia declarado apoio da sigla ao projeto de Raquel.

SUCATEADO: Após nova vistoria, estádio do Santa Cruz, segue sem poder receber público em jogos.

 


    Segue vetado. Após nova vistoria realizada na manhã desta terça-feira, a equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco detectou que ainda há pendências a serem resolvidas no estádio do Arruda. Caso as medidas sejam cumpridas até a quarta (16), serão agendadas novas visitas técnicas por parte dos Bombeiros e da Polícia Militar. A informação foi confirmada pela Secretaria de Defesa Social (SDS).

2022 será marcado pelo fim dos partidos pequenos no Brasil, os famosos "negociadores" de legenda.

 



    Para o jurista, Dr. Miranda Lessa, as eleições de 2022 será marcado pelo fim dos partidos pequenos. Essa importante reforma, que começou em 2018, se fez necessário para uma maior transparência e o fim de "venda" de legendas pequenas por partes dos seus presidentes estaduais, que negociavam a legenda em troca de favorecimentos.

    Para especialistas, 40% dos partidos nanicos vão desaparecer. De 35 legendas existentes hoje no país, no mínimo, 14 legendas desaparecerão.



Pesquisar este blog

Jurídico de Raquel Lyra vai à Polícia Federal e Procuradoria Eleitoral para garantir atuação da PF nas eleições.

       A coordenação jurídica da Coligação Pernambuco Quer Mudar (Federação PSDB -Cidadania e PRTB) denunciou à Polícia Federal e à Procurad...