CIDADE DA MORTE: Mais um pai de família é morto durante assalto, na cidade de Gravatá - PE. Chegou a ser socorrido, mas veio a óbito no HR.

 



    Sem políticas públicas de segurança, por parte da gestão do ex-padre Joselito (PSB), a cidade de Gravatá, no agreste pernambucano, vem se caracterizando como a cidade da morte, pelos crescentes casos de latrocínios. 

    Em mais um caso, um homem que foi alvejado a bala durante um assalto na estrada que dá acesso ao Sítio Lagoa do Fernando, área rural de Gravatá, no Agreste pernambucano, não resistiu e faleceu.

    Ramiro José Vieira, de 41 anos, morava no Sítio Tanques do Vieira, na cidade de Passira. Segundo informações da Polícia, dupla em uma motocicleta Bros o abordou e roubou a moto em que a vítima pilotava. Tudo indica que Ramiro reagiu e sofreu os disparos, instante em que um dos tiros atingiu a cabeça da vítima.

    Ramiro foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e chegou a ser internado para se submeter a cirurgia no Hospital da Restauração (HR), em Recife, porém não resistiu a gravidade dos ferimentos e faleceu. Segundo informações, Ramiro trabalhava no Condomínio Raiz da Serra, em Gravatá. A vítima deixou dois filhos adolescentes.

    A Polícia Civil registrou o caso como latrocínio (roubo seguido de morte).






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Jurídico de Raquel Lyra vai à Polícia Federal e Procuradoria Eleitoral para garantir atuação da PF nas eleições.

       A coordenação jurídica da Coligação Pernambuco Quer Mudar (Federação PSDB -Cidadania e PRTB) denunciou à Polícia Federal e à Procurad...